Terça, 12 de dezembro de 201712/12/2017
(61) 985100214
Nublado
18º
18º
23º
Federal District - BR
Erro ao processar!
ECONOMIA
Especialista dá dicas de como utilizar o FGTS
Saiba como investir os recursos das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, que estarão disponíveis para saque a partir do dia 10/3. O professor de economia da Universidade Católica, George Moura, acredita que o uso do dinheiro exige precaução.
Da Redação Brasília - DF
Postada em 23/02/2017 ás 21h00
Especialista dá dicas de como utilizar o FGTS

Foto: Faiara Assis

Em tempos de crise econômica qualquer quantia que apareça será bem-vinda. Nesse sentido, o Governo Federal liberou o saque de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O objetivo é movimentar a economia do país e, consequentemente, melhorar as dívidas ativas do cidadão.


 


Ainda existem muitas dúvidas sobre como e quem tem direito ao saque do FGTS. O especialista em economia, professor e coordenador do curso de Ciências Econômicas da Universidade Católica de Brasília (UCB), George Henrique de Moura, explica que “o primeiro passo para saber se há quantia a ser retirado do Fundo de Garantia é consultar pelo site da Caixa Econômica Federal ou ir até uma agência portando o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), o número do Programa Integração Social (PIS) ou o número do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) e, dessa forma, verificar o saldo da conta inativa e quanto o indivíduo pode retirar”.


 


As contas inativas do FGTS são referentes ao trabalhador que deixou de receber os depósitos do empregador por motivos de demissão por justa causa ou pedido de demissão, realizados até o dia 31 de dezembro de 2015. O saque para o resgate estará liberado a partir do dia 10 de março, conforme o calendário feito pela Caixa Econômica Federal. “Quem foi demitido após 31 de dezembro de 2015 não tem direito, entra para a nova regra em que o trabalhador deve estar desempregado por no mínimo 3 anos ininterruptos para entrar nas contas inativas”, salienta George.


 


O cronograma para a retirada da quantia do FGTS será feito da seguinte forma: para pessoas que nasceram em janeiro e fevereiro, o benefício estará disponível durante o mês de março; para nascidos em março, abril e maio, o saque deverá ser feito no mês de abril. Quem nasceu nos meses de junho, julho e agosto poderá sacar a quantia em maio. Aniversariantes de setembro, outubro e novembro terão o benefício liberado em junho. Finalmente para quem nasceu em dezembro poderá realizar o saque no mês de julho. Portanto, é importante ficar de olho no calendário disponibilizado pela Caixa Econômica Federal e não perder os prazos.


 


Dicas de especialista


Apesar de muitos brasileiros terem o direito ao saque do FGTS, ainda há dúvidas sobre como utilizar da melhor forma esse dinheiro. Para ajudar na gestão financeira, o especialista em Ciências Econômicas, professor George Henrique de Moura, dá dicas para o cidadão que ainda não sabe o que fazer com esse benefício.


 


Como usar da melhor forma o saldo do FGTS?


O FGTS rende apenas 3% ao ano, o que representa uma poupança forçada que rende muito pouco além da inflação e, às vezes, até abaixo da inflação. Se a pessoa tem recursos investidos, como, por exemplo, uma poupança, é interessante transferir essa quantia para uma aplicação financeira que remeta juros mais altos. O Tesouro Direto, por exemplo, é uma aplicação bem interessante, porque pode acarretar na compra de títulos que o Banco Central oferece via Tesouro Nacional.


 


É interessante utilizar o saldo do FGTS para pagar contas?


Se a pessoa tiver dívidas, é interessante pagá-las, pois tendo uma aplicação que rende apenas 3% ao ano e uma dívida que cresce de 5% a 6% ao mês, o mais correto é sanar a dívida. 


É possível investir esse dinheiro de outra forma?


Pesquisas mostram que se a pessoa tiver dívidas a pagar, pague-as, se tiver recursos para poupar, poupe-os, e se, por acaso, tiver dinheiro sobrando, é possível fazer alguma viagem, ter momentos de lazer. Investir em alguma reforma da casa, comprar um imóvel ou outro bem. De certa forma isso ajudará a injetar dinheiro na economia e melhorar a crise em que o país se encontra.


 O que é o FGTS? 


Criado com o objetivo de dar garantias ao trabalhador que foi demitido sem justa causa, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma quantia referente a 8% do salário, em que o empregador desconta e deposita em contas na Caixa Econômica Federal. Têm direito ao Fundo de Garantia pessoas contratadas no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), trabalhadores rurais, temporários, atletas profissionais e trabalhadores avulsos (são prestadores de serviços, que não possuem nenhum vínculo empregatício e que são contratados por sindicatos e órgãos gestores de mão de obra, etc.).


 


Para mais informações, consulte o site da Caixa Econômica Federal ou visite uma agência mais próxima.

tags:
• fgts
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Publicidade

Facebook

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Enquete
Se as eleições presidenciais do Brasil fossem hoje, em quem você votaria?

Lula
120 votos - 54.5%

Jair Bolsonaro
52 votos - 23.6%

Marina Silva
39 votos - 17.7%

Aécio Neves
9 votos - 4.1%

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium