Educação

Crianças se conscientizam sobre importância de cuidar do meio ambiente

UM OLHAR DIFERENCIADO PARA A NATUREZA

15/03/2022 19h29
Por: Da Redação
Fonte: Natalia Lopes

Respeitar a natureza é cuidar da nossa vida. A sobrevivência dos seres vivos está intrinsecamente ligada aos cuidados com a Terra.  Apesar disso, o homem tem causado prejuízos para a flora e fauna no planeta, provocando desequilíbrios ambientais, muitas vezes irreversíveis.

A importância da conservação do meio ambiente para todas as gerações é o assunto no projeto integrador do Colégio Le Petit Galois, que trabalhará este ano a temática “Consciência ambiental – sou parte do mundo e zelo por ele”, em todas as séries da Educação Infantil e Fundamental I. “A escola é o espaço onde a criança inicia seu processo de interação social. O que nela se faz, se diz e se valoriza é um exemplo daquilo que a sociedade aprova. Comportamentos corretos em relação ao meio ambiente devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, com o objetivo de contribuir para a formação de cidadãos responsáveis”, afirmou a professora Eliane Perdigão, diretora do Le Petit Galois.

A ação do Le Petit Galois estimula crianças de 2 a 10 anos a desenvolver habilidades e competências que os tornem capazes de explorar diversos desafios, buscando soluções criativas e incentivando mudança de atitudes e hábitos em busca de qualidade de vida. “O Projeto Integrador é fundamental para o trabalho pedagógico interdisciplinar e contextualizado. Como envolve teoria e prática, auxilia na formação dos estudantes como um todo e prepara seu olhar para o mundo”, diz a professora Lívia Barreto, coordenadora pedagógica da Educação Infantil da escola.

Entre os conteúdos contemplados estão a biodiversidade e sua importância; a relação do homem com o meio ambiente; como utilizar os recursos naturais; diferenças entre ambiente natural e ambiente modificado; consumo desenfreado e consciência sobre os impactos nas futuras gerações; escolhas certas para consumo consciente; água como um bem precioso; ciclo da água; água como fonte de energia e impactos ambientais e o tratamento de esgoto e reaproveitamento da água.

Para iniciar o projeto, o Le Petit Galois convidou a escritora Fernanda de Oliveira, autora da coleção Zoic – trilogia que conta a trajetória de um simpático alienígena empenhado em conscientizar os seres humanos sobre a importância da sustentabilidade.  Ex-aluna da professora Eliane Perdigão, Fernanda, que começou a escrever aos oito anos, atualmente vive em Barcelona e participou de uma live para os pequenos, contando a história do livro “Zoic e o Destino do Planeta”, além de organizar dinâmicas que animaram as turminhas.  

A música tema do projeto é uma paródia da canção “Não é Proibido”, de Marisa Monte, e convida a todos a cuidar melhor do planeta. “A estrofe final diz lixo no lixo, sem desperdícios, vamos pensar na sobrevivência, na vida futura. Como será? Salvando a Terra, você e eu temos só a ganhar. E isso é que queremos transmitir às nossas crianças. É notória a necessidade de repensarmos nossos hábitos diários de consumo em função do estilo de vida que adotamos. Esses hábitos precisam ser modificados rapidamente, a fim de possibilitar que as futuras gerações também tenham o direito à vida”, ressalta a professora Lívia, responsável pela letra da paródia. “Nós acreditamos que ao abordar o assunto ao longo do ano, das mais diferentes formas e em diversas matérias estamos não apenas mostrando os problemas atuais, mas também incentivando que os nossos estudantes proponham soluções práticas. Assim, estamos contribuindo para formar uma geração mais consciente”, finaliza Eliane Perdigão.

A temática meio ambiente está em alta em 2022. Muitos projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional tratam sobre o assunto e podem influenciar diretamente a relação do ser humano com a natureza. Entre eles, o PL 2.159 (Licenciamento Ambiental); PL 2.633 (que permite alteração no tamanho de terras da União passíveis de regularização sem vistoria prévia); PL 510 (que dispõe sobre a regularização fundiária das ocupações incidentes em terras situadas em áreas da União); PL 490 (Marco temporal); PL 191 (Garimpo em Terra Indígena) e PL 2.699 (que flexibiliza as regras para fiscalização e utilização de agrotóxicos, assim como os critérios de controle e de autorização). 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários