13°C 26°C
Brasília, DF

Lula critica Israel e compara guerra na Faixa de Gaza ao Holocausto

A guerra na Faixa de Gaza foi um dos temas centrais da viagem de Lula ao Egito e à Etiópia, onde ele participou de reuniões com líderes africanos e da Liga Árabe.

18/02/2024 às 15h54 Atualizada em 18/02/2024 às 16h46
Por: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Ricardo Stuckert / PR
Foto: Ricardo Stuckert / PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou sua viagem à África com duras críticas a Israel pela ofensiva militar na Faixa de Gaza, que já deixou quase 30 mil mortos e cerca de 170 mil feridos. Em uma entrevista coletiva antes de embarcar de volta ao Brasil, Lula disse que o que acontece no território palestino não é uma guerra, mas um “genocídio” e comparou a situação ao massacre de judeus na Alemanha nazista.

“Quando eu vejo o mundo rico anunciar que está parando de dar contribuição para a questão humanitária aos palestinos, eu fico imaginando qual é o tamanho da consciência política dessa gente e qual é o tamanho do coração solidário dessa gente que não está vendo que na faixa de Gaza não está acontecendo uma guerra, mas um genocídio”, afirmou Lula.

O presidente também defendeu o aumento da contribuição financeira do Brasil à agência da ONU que cuida dos refugiados palestinos, que foi acusada por Israel de ter funcionários envolvidos nos ataques do Hamas. Lula disse que o Brasil não vai seguir o exemplo de outros países que suspenderam o financiamento à agência e criticou a falta de solidariedade e de coração político desses líderes.

“Você deixar de ter ajuda humanitária, quem vai ajudar a reconstruir aquelas casas que foram destruídas, quem vai restituir a vida de 30.000 pessoas que já morreram, 70 mil que estão feridos, quem vai devolver a vida das crianças que morreram sem saber por que estavam morrendo, isso é pouco para mexer com o senso humanitário dos dirigentes políticos do planeta.”, declarou Lula.

Lula reiterou que o Brasil condena os ataques do Hamas contra Israel, mas considera que a reação israelense foi desproporcional e injustificável. Ele disse que não vê uma guerra entre soldados dos dois lados, mas entre um exército altamente qualificado e treinado, como é o israelense, e mulheres e crianças.

A guerra na Faixa de Gaza foi um dos temas centrais da viagem de Lula ao Egito e à Etiópia, onde ele participou de reuniões com líderes africanos e da Liga Árabe. Lula também se encontrou com o primeiro-ministro palestino da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e manifestou o apoio do Brasil à causa palestina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Brasília, DF
18°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 26°

17° Sensação
2.06km/h Vento
55% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h38 Nascer do sol
05h56 Pôr do sol
Sex 27° 15°
Sáb 26° 14°
Dom 26° 15°
Seg 27° 15°
Ter 26° 15°
Atualizado às 22h00
Economia
Dólar
R$ 5,54 -0,08%
Euro
R$ 6,04 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,71%
Bitcoin
R$ 375,074,73 -0,01%
Ibovespa
127,652,06 pts -1.39%
Lenium - Criar site de notícias